Agende uma Reunião

Espectros do Autismo

Espectros do Autismo
TEA é o Transtorno do Espectro do Autismo, caracterizado pelo distúrbio no neurodesenvolvimento.

TEA é o Transtorno do Espectro do Autismo, caracterizado pelo distúrbio no neurodesenvolvimento.

As habilidades socioemocionais, dificuldades de comunicação, interação social, presença de comportamentos repetitivos, restritivos, entre outros aspectos são sintomas que fazem parte do diagnóstico do transtorno e geralmente estão no núcleo das características.

A intensidade destas características denominam os espectros do autismo.

Como estas características manifestadas abrangem uma ampla diversidade, níveis de intensidade e unicidade, ou seja, são únicas de pessoa a pessoa, denomina-se Espectros do Autismo o grau de manifestação que pode ser leve, moderado ou severo.

Esta classificação é feita a partir da observação do comportamento da criança. Veja algumas características abaixo:

Autismo leve: pouco contato visual, apego a rotina, estereotipias, interação social prejudicada para a sua idade (dificuldade em manter uma conversa, fazer amigos ou manter a amizade), podem não atender ao chamado do seu nome, forte apego a um determinado objeto. Necessitam de pouca ajuda em suas rotinas.

Autismo moderado: maior dificuldade em interação social do que o autismo leve, comunicação verbal com desenvolvimento prejudicado em relação a sua faixa etária, podendo inclusive não conseguir se comunicar verbalmente ou manter somente conversas curtas necessitando de suporte social. O comportamento estereotipado e restritivo é maior no nível moderado se comparado ao leve. Mudanças na rotina causam um maior desconforto nas crianças com autismo moderado.

Autismo severo: o espectro que precisa de mais suporte pelas dificuldades apresentadas. As características do autismo leve e moderado são acentuadas em sua intensidade no autismo severo. As habilidades sociais, dificuldades na comunicação, comportamentos estereotipados, restritivos, entre outros aspectos, podem inviabilizar a autonomia nas atividades rotineiras. As crianças com autismo severo podem ser muito ou pouco sensíveis a alguns estímulos sensoriais que ocasionam determinados tipos de comportamentos.

O diagnóstico precoce é importante para que a criança tenha o apoio necessário para conseguir desenvolver as suas habilidades. É através das intervenções e terapias de profissionais especializados e o constante apoio dos pais que as crianças dentro do espectro podem desenvolver as suas habilidades. Quanto antes se iniciar o tratamento melhor, independente do grau de intensidade do autismo diagnosticado.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email