Agende uma Reunião

Nutrição e TEA

Nutrição e seletividade alimentar TEA
Crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) são mais seletivas.

A incidência de seletividade alimentar em crianças com TEA é comum, percebe-se que alterações no processamento sensorial que interferem na qualidade da ingestão alimentar bem como no ato de comer (BEIGHLEY et. al., 2013; MATSON, HATTIER, BELVA, 2012). E é sobre esse aspecto sobre nutrição e TEA que vamos falar hoje.

Estudos sugerem que quadros de seletividade alimentar em crianças com TEA podem levar a deficiências de micronutrientes, fibras e até mesmo déficit calórico, e requerem uma abordagem especial (FIELD et al., 2003; MATSON, HATTIER, BELVA, 2012; BANDINI et. al., 2010).

As crianças autistas são mais seletivas, raramente participam da refeição como o resto da família, não consomem os mesmos alimentos, sentem aversão a certos sabores, texturas e cheiros, a temperatura também influencia na hora da refeição, não gostam de alimentos com baixa ou alta temperatura (LÁZARO, 2016).

Outros problemas como a constipação, são derivados possivelmente da má alimentação resultante da seletividade alimentar, o que pode contribuir para a falta de vontade de tentar novos alimentos e menor apetite (FIELD et. al., 2003).

A criança autista  apresenta uma condição complexa e única, cada criança tem sua sensibilidade, sua dificuldade, e apresenta desenvolvimento diferente da outra, isso faz com que não exista um tratamento ideal generalizado no contexto nutricional, pois cada criança é única, sabe-se portanto que a terapia nutricional é de suma importância ela e que necessita do apoio de uma equipe multiprofissional e familiar para o tratamento dessa desordem, levando a um desenvolvimento nutricional, físico e cognitivo adequado.

 

 

Referências Bibliográficas

 

 

BANDINI, L. G. ANDERSON, S. E., CURTIN, C., CERMAK, S. EVANS, E. W., SCAMPINI, R. et al. Food selectivity in children with autism spectrum disorders and typically developing children The Journal of Pediatrics, 157, 259–264. USA, 2010

BEIGHLEY, S. F., MATSON, L. J., RIESKE, D. R., ADAMS, L. H., Food selectivity in children with and without an autism spectrum disorder: Investigation of diagnosis and age. Louisiana State University, United States

                

FIELD, D., GARLAND, M.,  WILLIAMS, K. Correlates of specific childhood feeding problems. Journal of Paediatric Child Health, 39, 299–304. Pennsylvania, USA, 2003.

 

LÁZARO. P.C. Construção de escala para avaliar o comportamento alimentar de indivíduos com transtorno do espectro do autismo (TEA). Tese (doutorado) apresentada à Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Salvador, BA, 2016.

MATSON, J. L., HATTIER, M. A., BELVA, B. Treating adaptive living skills of persons with autism using applied behavior analysis: A review. Research in Autism Spectrum Disorders. 6, 271–276. Louisiana State University, USA (2012).

 

 

 

 
 
Confira mais artigos do nosso blog.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email