...
Pronto Atendimento

TEA e a importância das histórias sociais

A importância das histórias sociais e crianças dentro do espectro autista
As histórias sociais correspondem ao fornecimento de informações sobre situações que vão acontecer.

As histórias sociais configuram uma das maneiras de ajudar as crianças com atraso no desenvolvimento como o autismo, a adquirirem mais compreensão sobre determinadas situações que elas irão passar.

Criadas em 1991 por Carol Gray, as histórias sociais correspondem ao fornecimento de informações sobre situações que vão acontecer. Dessa forma, elas têm o objetivo de preparar a criança para o que está por vir.

As histórias sociais para crianças autistas podem ser usadas, dentre outras finalidades, para:

As histórias sociais podem melhorar o entendimento sobre uma situação desconhecida ou confusa para ela. Pois, ela apresenta informações de maneira literal. Mas também possibilita que essas informações sejam adaptadas de acordo com as necessidades da criança.

Portanto, trata-se de uma boa alternativa para diminuir a ansiedade, pois serão fornecidas à criança informações sobre o que esperar e sobre o que poderá acontecer em uma situação. E, consequentemente, como ela deverá se comportar.

Como elaborar histórias sociais para crianças autistas

Para elaborar a história social, é importante primeiramente levantar e juntar as informações que serão passadas para a criança.

  • Em que local a situação vai acontecer?
  • Quem vai estar presente na situação?
  • Como a situação vai começar e terminar?
  • Quanto tempo a situação vai durar?
  • O que vai acontecer na situação?
  • Por que a situação precisa acontecer?

Por exemplo, no caso de uma criança que será levada para cortar o cabelo em um salão, os pais dessa criança poderão explicar que é necessário cortar o cabelo por uma questão de higiene, para ficar com uma boa aparência e dar detalhes de como será o processo, todas as etapas e pessoas envolvidas, quanto tempo vai durar…

É importante evitar o uso de palavras que possam causar ansiedade ou desconforto na criança, e o conteúdo deve estar de acordo com o seu nível de compreensão.

Podem ser usados objetos, figuras, fotografias, símbolos ou outros recursos que facilitem o entendimento da história social que estiver sendo contada para a criança.

Além disso, a história social deve ser contada para a criança em um momento em que ela estiver calma e relaxada. E deve ser

observado por quem estiver contando a história como ela está sendo recebida pela criança. Pois, é importante avaliar se está funcionando como planejado.

Às vezes pode ser complicado para os pais de crianças autistas lidarem com determinadas situações que podem gerar um estresse maior nos seus filhos. Mas com essas técnicas e dicas práticas podem ajudar muito.

Se você quiser aprender mais sobre isso e ajudar no desenvolvimento do seu filho autista, entre em contato conosco.

Referência: https://www.autism.org.uk

 
 
Confira mais artigos do nosso blog.

Compartilhe

Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.